domingo, 10 de maio de 2009

Cidade de Movimentos Soltos e Delicados




Olho em frente e ao longe avisto um Ponto de Luz…
Corro tanto que os meus pés quase não tocam no solo. Que grandiosidade que encontrei… É uma Cidade, não minha mas de todos.
Sente-se o cheiro da Harmonia, ouve-se o gargalhar das Crianças que saltam e cantam de tão Felizes que estão.
A Sociedade está Unida, parece que a Cidade está coberta com um Manto Branco, onde o Reino é um só todo de Almas de Sorrisos Rasgados, com Rostos Límpidos e Iluminados. Onde os Gestos para com o próximo são de Louvar. São gestos Simples, mas delicados, são gestos Especiais e de apreciar o que realmente é Belo.
Uma Cidade em que as portas estão Abertas a quem queira lá Viver.
Eu, ao olhar para todas aquelas pessoas, imediatamente me misturo com elas a saltar e a cantar.
São pessoas de Alma Pura e de Coração Divino, afinal estão numa Cidade em que não é preciso reclamar nem chorar com Injustiças Sociais, são pessoas vestidas com roupa de Espírito, isso sim, é Importante.
Continuo serenamente a apreciar os movimentos delicados que fazem como se fossem bailarinas, dançam ao som da música a qual queremos ouvir vezes sem conta.
O corpo é o único Movimento e Expressão. É um sentir que me deixa soltar e sorrir…
É uma dança cheia de fantasia, compassos de Liberdade e Sensibilidade em ritmo certo. Uma leveza que transporta ao Sonho.
Quando a noite chega à Cidade, chega com ela o Silêncio. É um Silêncio que se Respira, que se Vive, Sente-se e Ouve-se…
Na Cidade de Movimentos Soltos e Delicados as pessoas são absorvidas por uma inexplicável sensação que vem dos Altos, uma sensação de Embalar Adormecido.
Serenamente, as pessoas contemplam toda aquela maravilhosa sensação… Afinal, é um Senhor, um Senhor que não é mais que ninguém, um Senhor a que eu, a que todos Nós chamamos de… Silêncio.
Esta Cidade, é guardada como uma Jóia de Palavras.
Uma Cidade em que Todas as Pessoas bebem com Sede a Água da Vida…


5 comentários:

"Viro e Reviro" disse...

e o que mais me revolta é saber que tentar viver num mundo melhor são tentativas quase sempre falhadas.

Paulo - Intemporal disse...

um texto ou prosa poética sublime e bel.íssima que trago para dentro do silêncio onde a alma se acrescenta.

a______m______e______ i

e saio. rendido.

"Viro e Reviro" disse...

nunca na vida passou-me pelo rasto da memória que uma saudade pudesse atingir dimensões como as minhas, nunca pensei que existisse algo assim. Sempre pensei que nunca me iria acontecer e, tanta coisa ja se passou. A tanta coisa que se sente mas que nao sabemos como expressar

"Viro e Reviro" disse...

nunca na vida passou-me pelo rasto da memória que uma saudade pudesse atingir dimensões como as minhas, nunca pensei que existisse algo assim. Sempre pensei que nunca me iria acontecer e, tanta coisa ja se passou. A tanta coisa que se sente mas que nao sabemos como expressar

Anónimo disse...

Brilhante!!!

Enviar um comentário

 

PerSensis © 2009. PerSensis :: Converted by Randomness