sábado, 6 de junho de 2009


Esta expressão «Leitura», há cem anos, sugeria logo a imagem de uma livraria silenciosa, com bustos de Platão e de Séneca, uma ampla poltrona almofadada, uma janela aberta sobre os aromas de um jardim: e neste retiro austero de paz estudiosa, um homem fino, erudito, saboreando linha a linha o seu livro, num recolhimento quase amoroso. A ideia da leitura, hoje, lembra apenas uma turba folheando páginas à pressa, no rumor de uma praça.
Eça Queiroz

5 comentários:

Filipe Machado disse...

É o sinal dos tempos... No entanto, esta nova ideia de leitura poderá estar mais associada ao nosso país, pois existe uma cultura do ler muito desenvolvida principalmente noutros países da Europa.

Oliver Pickwick disse...

Ou, que a livraria é uma loja mais esperta que qualquer um de nós. :)
Um beijo!

Filipe Machado disse...

Participa na sondagem "Melhor James Bond com com Peter Sellers, George Lazenby, Timothy Dalton e Daniel Craig” até ao dia 15 de Julho 2009, em http://additionalcamera.blogspot.com.

Dois Rios disse...

Concordo com o Filipe. Infelizmente não há, no nosso país, a cultura da leitura. O corre-corre do dia-a-dia não justifica o desinteresse.

Beijo,
Inês

Paulo - Intemporal disse...

fantástica e sublime a foto.
fantástico e sublime o dizer. do Eça.
amei o momento, este.
um bom fim de semana.
íssimo beijo meu.

Enviar um comentário

 

PerSensis © 2009. PerSensis :: Converted by Randomness